Friday, November 17, 2006

VAI CATAR COQUINHO!


Se alguém já mandou você catar coquinho, não fique chateado não, hein! catar coquinho é divertido e alimenta. Não, eu não estou surtando...vou falar para você por que catar coquinho é bom!

SOBREVIVÊNCIA

Muitas famílias no maranhão sobrevivem da palmeira do babaçu. Mulheres, homens e crianças vão para a roça pegar o seu coco de cada dia, digo, o pão de cada dia. Os homens sobem nas palmeiras e derrubam os cachos de coco, as crianças catam e levam para as mulheres. Elas são guerreiras, quebradeiras profissionais,afiam seus machados e baixam o cacete(com o perdão da palavra), mas é com um pedaço de madeira, tipo cacetete que o coco é quebrado para garantir o sustento da família. Talvez nem homens fortes têm tamanha habilidade para quebrar cocos com tanta bravura.

Depois de horas de trabalho, os cocos de babaçu são colocados em sacos plásticos ou cofos de palhas e levados para as feiras.Vendidos em torno de R$ 0.80 a R$1.90 o quilo. Imagine quantos quilos de coco são produzidos...
Quando eu era criança costumava ir para casa de uma tia em Rosário, interior do maranhão nas férias da escola. Lá, todas as meninas entre 8 a 11 aprendiam a quebrar coco. Até eu aprendi o processo, confesso que não levei muito jeito para a coisa, ia à roça para brincar mesmo, ajudava apenas a catar os cocos, era divertidíssimo! Assim eu te digo: Se alguém mandar você catar coquinho, não retruque, eu já fiz isso e é muito divertido(risos)

BRINCADEIRA

De fato quebrar coco era tarefa para gente grande! Eu gostava mesmo era de brincar de "caçamba" era como chamávamos uma espécie de folha ou casca gigante, que se desprende das palmeiras com o passar do tempo, eu não me recordo do nome científico desta. Um sentava na caçamba e o outro ia na frente puxando, era revesado. Tinha até aposta de corrida para que conseguia arrastar o outro mais rápido, não valia cair, se não era eliminado... Bons momentos estes!

SECA? NEGATIVO!

Ao contrário do que ocorre em outros estados da região nordeste, o Maranhão não sofre com a seca. Existe em seu território uma extensa rede de rios perenes e uma estação chuvosa regular. Fazem parte desta rede o rio Parnaíba, o maior deles, e os rios Gurupi, Grajaú e Tocantins, que corre ao sul delimitando a fronteira do estado com o Tocantins.
Fonte:Notícias da amazônia

No comments: